Parece que o reinado de Jay-Z e Beyoncé está prestes a ruir. É que o Tidal, serviço de streaming do rapper baseado na Noruega, está sendo acusado por um jornal local de ter falsificado cerca de 300 milhões de streamings dos álbuns “Lemonade”, de Queen B, e “The Life of Pablo”, de Kanye West. É treta que fala, meu povo?

Opa…

via GIPHY

O jornal norueguês vem investigando a plataforma desde o início do ano passado, quando começou a suspeitar dos números que os álbuns de Bey e Yeezy estavam somando. Para se ter uma ideia, o Tidal divulgou na época que “Lemonade” teve 306 milhões de visualizações em 15 dias, enquanto “The Life of Pablo” teria somado 250 milhões em 10 dias. Muito, não?

O que você tem a dizer sobre isso, Sr. West?

via GIPHY

Ainda de acordo com o jornal, que teria recebido um HD com dois bilhões de dados internos da plataforma, os números de streaming do Tidal não batiam com as informações verificadas nas gravadoras Sony e Universal. Para confirmar a descoberta, eles entraram em contato com a Universidade de Ciência e Tecnologia da Noruega e foram informados que 170 milhões de streams de “Lemonade” e 150 milhões do “The Life of Pablo” eram, na verdade, duplicatas. A manipulação teria sido feita para que as gravadores dos dois cantores recebessem mais. Palhaçada, hein?

Os advogados do Tidal disseram, em resposta, que todas as informações eram falsas. Queremos provas! E agora, Brasil?

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here